Jungle King - lenda do automobilismo nacional morre aos 85 anos

0

Bird Clemente fez história no automobilismo no país, tendo sido primeiro piloto a receber profissionalmente pelo esporte e com vitórias épicas

Bird Clemente: ícone do automobilismo morre aos 85 anos (Foto: Marco de Bari/Quatro Rodas)
Bird Clemente: ícone do automobilismo morre aos 85 anos (Foto: Marco de Bari/Quatro Rodas)

O automobilismo brasileiro está de luto. O ex-piloto Bird Clemente, um dos principais nomes do esporte a motor nacional, morreu aos 85 anos. A informação foi confirmada pela família e em comunicado da Confederação Brasileira de Automobilismo (CBA).

RecebanotíciasnoWhatsApp!
Inscreva-se em nosso canal no YouTube
Assine nosso canal no Telegram

Nascido em São Paulo em 23 de dezembro de 1937, Bird Clemente começou sua carreira no automobilismo em 1957, aos 19 anos. Ao longo de sua trajetória, conquistou inúmeras vitórias em solo nacional, incluindo as 24 Horas de Interlagos de 1970, ao lado do irmão Nilson, e as Mil Milhas Brasileiras de 1973, também com Nilson.

Bird Clemente era considerado um dos maiores especialistas da pista de Interlagos. Seu estilo de pilotagem era marcado pelo controle das derrapagens, algo que era visto como ousado pelos demais pilotos da época.

Em 1963, Bird Clemente se tornou o primeiro piloto profissional do país com um contrato com a Willys. A partir daí, sua carreira deslanchou.

Em 1970, Clemente e seu irmão Nilson Clemente venceram as 24 Horas de Interlagos, a primeira de um Opala. Três anos depois, novamente formando dupla com o irmão, triunfou nas 25 Horas de Interlagos, nos 500 km de Interlagos e nas Mil Milhas Brasileiras, dando ao Ford Maverick suas primeiras vitórias no Brasil.

LEIA:
Dono protesta com Volvo XC40 queimado na porta da concessionária
GWM Haval H6 vende mais que Corolla Cross em maio
VÍDEO | Nissan Sentra 2023 Exclusive ganha pelo design e conforto
Jeep Renegade é investigado pelo MP por grave defeito
Novo carro popular: Governo reduz imposto para modelos até R$ 120 mil

Bird Clemente também foi um dos principais responsáveis pela formação de grandes pilotos brasileiros, como Emerson Fittipaldi, Wilson Fittipaldi Júnior e Luiz Pereira Bueno.

Em 2011, Bird Clemente foi homenageado com a honraria “Personalidade Chico Landi”, sendo eternizado como um dos maiores pilotos do Brasil.

Bird Clemente deixa a esposa, Maria Luiza, e quatro filhos. O velório será realizado no Cemitério Morumby, em São Paulo, a partir de 10h30 desta segunda-feira. O sepultamento será às 17h.

Leia a íntegra do comunicado da CBA:

“Ídolo de gerações, Bird foi um do maiores pilotos que o Brasil já teve. Sua carreira e trajetória estão marcadas para sempre na história do esporte que tanto amamos.

Bird faleceu neste domingo, 1, em decorrência de forte infecção. Ele tinha 85 anos. Velório e sepultamento serão realizados nesta segunda-feira, 2, no Cemitério do Morumby, em São Paulo, às 10h30 e 17h, respectivamente.

Em meu nome pessoal e de toda a família CBA, rogo a Deus para que receba nosso querido irmão na plenitude de Sua Glória.

Giovanni Guerra”